Memórias Secretas

memorias-secretas

PUTA QUE PARIU QUE FILME FODA!

Ok, ok… Se controla, molier. Vamos tentar fazer uma resenha decente.

O filme se inicia em uma casa de repouso de idosos. O personagem principal, Zev, tem demência senil e seu amigo, Max, sofreu um AVC. Sim, é essa a situação a que somos apresentados.

Max é um caçador de nazistas, tanto ele quanto Zev estiveram em Auschwitz e sobreviveram – são judeus -, e juraram que teriam vingança daqueles que mataram suas famílias. Max, então, escreve uma carta explicando para Zev o que ele precisava fazer enquanto procurava por Otto Wallisch, o führer do bloco em que eles viviam em Auschwitz e que está nos EUA sob o nome de Rudy Kurlander.

Até aí, tudo bem, mas Zev sofre de demência! Ele não consegue se lembrar das coisas direito. Então todos os dias ele revive a morte da esposa, revive Auschwitz, revive sua missão – tudo isso lembrado através da carta de Max.

Toda a missão dele, todas as viagens e os planos são absolutamente trágicos. Fiquei esperando o pior o filme todo e fiquei com aquela vontade absurda de adotar o Zev. Queria trazer ele pra casa, servi-lo café e dizer que ia ficar tudo bem.

O final é completamente inesperado, chocante, maravilhoso. Não sou uma pessoa que gosta TANTO assim de drama, mas esse é um que vale a pena. Só se preparem para assistir cenas bastante… insanas.

5/5 estrelas com gosto e daria mais se tivesse como.

ARQ

arq

Conheci ARQ através do facebook do meu amado, idolatrado, salve-salve, Oliver Queen Stephen Amell. Sim, eu sou crushada no Stephen e eu sigo ele no facebook e é uma das únicas coisas que realmente me dá notícias pelo facebook.

ARQ é um filme original do Netflix a vá e que conta com um enredo e narrativa completamente diferentes. Ok, talvez isso seja uma pequena forçada de barra, MAS! eu explico.

ARQ se passa em um mundo pós-apocalíptico, temos duas forças em guerra – Torus e o Bloco – e uma grande falta de energia mundial. ARQ é, também, o nome de uma máquina de sistema fechado, única no mundo, que gera sua própria energia enquanto supre energia para seu criador sobreviver.

O filme se passa inteiramente na casa/laboratório de Renton, o criador da ARQ, e sempre com o tempo reiniciando. Honestamente perdi as contas de quantas vezes ele foi reiniciado e sim eu culpo o Flash e todas as suas mudanças na linha temporal.

Como estamos vendo sempre o mesmo período de tempo, nem preciso falar que a narrativa é louca, né? Que bom… Porque ela é insana!! ❤

Adorei a atuação de cada um no filme, a história em si é um pouco batida, MAS o final surpreendeu e deixou aquele gostinho de quero mais.

5/5 estrelas.

Olhos da Justiça

olhos-da-justic%cc%a7a

Filme que trata sobre os EUA pós 9/11. Acompanhamos como os counter-terrorists alguém aqui jogou CS? agiam aguardando receber notícias sobre possíveis novos ataques às terras norte americanas. Mostra também o que estão dispostos a deixar passar porque o trabalho anti-terrorismo “é mais importante do que tudo”.

A trama revolve o assassinato da filha de uma das agentes anti-terrorismo. A vítima é deixada ao lado de uma mesquita que está sendo vigiada 24 horas por ser uma possível célula terrorista dormente.

A narrativa do filme inicia-se de forma não linear e interessante, explicando, por meio de flashbacks, o que aconteceu durante essa ação anti-terrorista. O problema, por outro lado, é que não existia cena alguma que não era precedida pela narrativa em formato de flashback, o que tornou o filme excessivamente cansativo, mesmo pra mim que amo narrativas não lineares. Não precisavam abusar, coleguinhas.

O que mais me chamou atenção no filme foram, na verdade, duas coisas. A primeira é até que ponto o terrorismo é mais importante que um assassinato. E em segundo lugar, até onde uma pessoa pode ir pela busca da justiça/vingança.

All in all, 3/5 estrelas.

O Presente

o-presente

Esse filme começa de uma forma bem única. só que não

Um casal se muda para a cidade natal do homem da relação. Os personagens são apresentados, porém apenas superficialmente, então a cada nova cena do filme temos mais informações e um pouco mais da trama é revelada.

O enredo se baseia em uma situação que aconteceu durante o ensino médio entre Simon e Gordo. Robyn, esposa de Simon, não sabe o que aconteceu entre os dois e não consegue entender o ódio do esposo frente às tentativas de Gordo para se tornarem amigos.

Tanto Simon quanto Gordo mentem em relação a praticamente tudo durante o filme.

Em suma, o filme mostra o resultado de uma obsessão que, como toda obsessão, não acaba bem.

Gostei bastante da forma como a trama se desenrola. Até o último instante há novos fatos sendo abordados, novas descobertas pela parte do telespectador.

Mereceu suas 4/5 estrelas.