Turista Literário

A POSTAGEM DE HOJE CONTÉM SPOILER DA MALA DE MAIO DO TURISTA LITERÁRIO!!

IMG_20170605_094914058

Hoje (05/06) consegui pegar a minha primeira malinha do Turista Literário.

Depois de meses sem saber da existência dessa mistery book box e depois de babar nos livros e brindes que foram enviados nas outras malas e ter a certeza de que os livros são de um estilo que eu gosto Young Adult, resolvi que dar uma chance ao Turista seria interessante.

Ainda mais que é o 12º mês do projeto. O que significa que em junho o Turista Literário completa um ano de vida! Olha que gracinha!

Vamos ao que eu achei da minha primeira malinha e ao meu veredicto pessoal se vale ou não a pena assiná-lo.

Achei a própria caixinha uma graça, realmente parece uma daquelas malas vintage – que eu amo tanto – então o cuidado e o carinho com que a caixa é feita já mostra que há uma qualidade inerente ao produto. Devo dizer que fiquei com raiva dos Correios, a minha mala veio com um furo. A sorte é que não estragou nada do que vinha nela.

Em relação aos itens que acompanham o livro, achei fantástica a ideia de serem itens pertinentes à história, ou seja, tudo o que vem na mala é selecionado para que você consiga ter uma imersão ainda maior na história. Adorei o álcool em gel, será bastante útil para mim. A capa de travesseiro, mesmo sendo muito bem feita e com um desenho fantástico, não me apeteceu tanto assim, não sei se a usarei para viajar, muito provavelmente colocarei no travesseiro que uso de decoração na cama. E o “medalhão” de proteção… Vamos conversar aqui eu e você, Turista, um medalhão não é um chaveiro, ok? Mesmo assim gostei, tenho coleção de chaveiros e um que ainda me garante proteção de monstros? É uma situação win-win.

Considerando-se que ainda temos acesso a uma playlist exclusiva do livro e a conteúdo extra on-line, eu posso dizer que ADOREI a ideia da caixa.

O livro A Melodia Feroz eu não conheço. Ao contrário do livro divulgado do outro lado do marca-página que eu li a sinopse e fiquei interessadíssima em ler. Entretanto, já saber que A Melodia Feroz é  uma duologia me deixou ao mesmo tempo feliz e triste. Pelo menos só tem mais um livro…

Agora vamos falar da parte, de certa forma, chata sobre o Turista Literário. Sim, falaremos de preços.

Pagar R$79,90 por um livro – mesmo com brindes exclusivos – é caro. Não há como negar. Agora que houve reajuste do preço e, por mais que não tenha sido um reajuste tão grande assim – “apenas” 7 reais, a partir de junho as malas do Turista custam R$ 86,90, não sei se compensa tanto assim assinar.

A chave da questão é a surpresa. Sim, é maravilhoso ser surpreendido com um livro de um autor novo, uma história nova, e ao mesmo tempo é tenso. Afinal, mesmo sendo YA não tenho tanta certeza assim se é algo que eu me interesse a ler. Vejam meus problemas com Rainha Vermelha e tantos outros YA que eu me convenço a ler.

Mesmo assim, para mim, acho que vale a pena. Fui tão surpreendida positivamente que quero continuar com a assinatura pelo tempo que eu conseguir. ❤

IMG_20170605_094901593

Não fui a única de casa a ficar empolgada com a malinha… ❤

Nerd Loot

E depois de três exemplares da subscribing box nerd geek brasileira NerdLoot venho dar minha humilde opinião sobre ela.

Nerdloot

Sempre tive vontade de fazer parte dos exploradores – a forma carinhosa como a NerdLoot chama seus assinantes -, mas sempre me faltou verba, então ficava só na vontade. Só que isso mudou quando consegui assinar em dezembro de 2016 e assim mantive a assinatura até fevereiro de 2017.

A qualidade de cada loot varia, é claro, porém sempre conta com no mínimo uma camiseta da NerdUniverse e com itens sortidos sobre o tema. Uma coisa que achei bem legal foi que a NerdLoot traz imagens exclusivas em suas camisetas e pôsteres.

Mas… Honestamente? Na minha humilde opinião, não vale o preço.

Claro, once every blue moon temos duas camisetas por caixa, mas ainda assim, não vale a pena. Pelo menos não para mim.

Meu primeiro loot foi o 16, Beyond the space. Gostei bastante, vieram duas camisetas – uma do Han Solo e a Millenium Falcon, e outra sobre um buraco negro precisei pesquisar, porque não sabia, btw – além de trazer um broche de Star Trek, uma máscara para dormir dos DeathTroopers, um copo do Guia do Mochileiro das Galáxias e o pôster de Guardiões da Galáxia. Se eu fiquei decepcionada com a ausência de Doctor Who? Sim, mas achei o loot interessante.

O segundo loot foi o 17, The Greatest Assassins. Porta copos de Game of Thrones, cada um com uma imagem da morte de algum personagem com uma frase engraçadinha e o Martin rindo no verso; miniatura em metal da máscara do Hannibal Lecter – que eu ainda não sei o que fazer com ela, visto que não há uma forma de expô-la; porta chaves do Kill Bill em mdf e sem imagem – que eu consigo entender que foi por conta de direitos autorais, mas se existe esse problema, porque não outra coisa?; camiseta do Punisher – gracinha! adorei; e um ímã de geladeira do Assassin’s Creed – que eu achei desnecessário e, por mais que seja engraçadinho, deixou a desejar; pôster do Deadpool e o Lobo matando todos os personagens do universo. Foi… triste.

E o terceiro e último loot foi o 18, Time Travelers. Camiseta do De Volta para o Futuro com direito a Exterminador do Futuro e Donnie Darko – ainda não sei o que o coelho faz ali, o que só mostra que tenho que ler o livro e assistir o filme; miniatura da Ocarina do Legend of Zelda – Ocarine of Time – quem não jogou levanta a mão! o/; pôster do Chrono Trigger – acho que esse foi o loot que eu menos conheci as coisas nele… i.i; cadarço do The Flash – PARE DE MEXER COM A LINHA DO TEMPO BARRY; adesivo do Exterminador do Futuro, ele brilha no escuro, mas… meh; e a miniatura da TARDIS em mdf. É um bloco de madeira com um adesivo muito mal colado por cima. Brochante é pouco para descrever meu sentimento sobre essa TARDIS.

Como eu disse… Minha opinião pessoal é que, por mais que a ideia dessa mistery box seja interessante – e OH MEU DEUS! é brasileira -, a realização não é lá das melhores. De novo, consigo entender todos os problemas de direitos autorais e que isso é uma coisa cara, e que se fôssemos conseguir todas as coisas perfeitas como conhecemos iria ser uma coisa absurdamente cara, pra mim – eu, Alessandra de Paiva – não vejo muito sentido em continuar com a assinatura.

Poderia dizer que a camiseta, ao menos, paga pelo resto da caixa, mas… na realidade as camisetas da NerdUniverse vêm com o mesmo problema daquelas que você compra no site deles. Tudo bem, são estampas exclusivas para a NerdLoot, só que a cada caixa os tamanhos variam, a qualidade não é tão regular.

E vem novamente o problema do preço. R$70,00 por si só já é caro, somado o frete, torna-se quase abusivo. Se a caixa viesse pelo preço divulgado no site, diria que sim, a camiseta paga a caixa – afinal as camisetas no site costumam sair por 70 reais quando não em promoção -, somando-se os 30 reais de frete que eu pago, entretanto, torna-se uma assinatura cara e que, convenhamos, não há garantia de que eu gostarei do que vem nela.

Foi uma experiência interessante, gosto dos produtos da NerdUniverse, gostei no geral da ideia da NerdLoot e parabenizo a empresa pelo seu trabalho. Só que para mim, na minha atual conjuntura, não dá.

E eu ainda estou chateada pela TARDIS…

Quem sabe em um futuro em que eu esteja trabalhando e tenha mais condição para procurar conhecer as coisas que vêm na caixa eu volte a ser uma exploradora.

Enquanto isso não acontece…

Adeus e obrigada pelos peixes.

Maskote Box

Hoje venho falar do meu primeiro clube de assinatura. Que não é exatamente meu, já que é para o Oliver, meu gato.

maskote-box

Sempre quis participar de um desses clubes de assinaturas – aqueles que você assina uma caixa com conteúdo surpresa e os recebe mensalmente no conforto do seu lar -, brasileiro. Já participei de um gringo, chamado Fandom of the Month, que é bom – são bijuterias exclusivas de livros, filmes, seriados -, mas o dólar e o frete é pra morrer.

Então, procurei algum que me interessasse no Brasil. Nerd loot e Coffee Box Club são dois que estão na lista para começar a assinar. E eis que de repente, não mais que de repente, o Instagram me mostrou uma postagem de publicidade do Maskote box.

Achei interessante porque a assinatura é personalizada para o tipo e o porte do animal, ela vem com vários brinquedos e petiscos. E para quem é pai de pet fica claro que sai até barato considerando-se tudo o que vem nela.

Adorei o fato de que tudo na caixa foi aproveitado pelos meus dois gatos. A caixa, o papel pra evitar estragar o loot, os brinquedos… Gato curte tudo, então, sucesso. E acabou que a coleira da ZeeCat que veio no pacote ficou para o Thor, porque é da cor dele – e ele não curte muito a ideia do guizo, mas tudo bem.

Enfim…

Foi uma assinatura muito interessante, e fiquei feliz pela possibilidade de comprar apenas um mês para ver se me adapto a ela. Infelizmente, na minha atual condição de estudante, não poderei continuar com a assinatura, mas pretendo voltar a ela em algum momento no futuro.

Vale a pena dar uma olhada!