Morte Edição Definitiva

Morte

Sinopse: Jovem, linda, pálida, gótica e… alegre? A Morte imaginada por Neil Gaiman veio para revolucionar nosso conceito (e preconceito) a respeito da Ceifadora. A irmã mais velha de Morfeus ganhou uma roupagem contemporânea e um conceito arrebatador para nascer como coadjuvante e roubar a história, tornando-se protagonista de duas minisséries e outras HQs, além de ter participação de destaque na série de seu irmão! Esta Edição Definitiva reúne pela primeira vez no Brasil todas as histórias estreladas pela personagem, incluindo O Som de Suas Asas (primeira aparição) e Fachada, publicadas originalmente em Sandman; as minisséries O Alto Preço da Vida e O Grande Momento da Vida; e as histórias Um Conto de Inverno (Vertigo Winter’s Edge 2), A Roda, Morte e Veneza (Noites Sem Fim) e A Morte Fala da Vida, uma HQ educativa sobre sexo seguro. Além de roteiros de Neil Gaiman, a edição tem artes de Chris Bachalo, Mark Buckingham, Mike Dringenberg, P. Craig Russell, Dave McKean e mais! Como extras, a edição traz o roteiro de Sandman 8; uma imensa galeria de pin-ups e diversas informações sobre colecionáveis da Morte que todos gostaríamos de encontrar um dia!

De todos os Perpétuos, creio que a Morte é a minha favorita. Claro que eu tenho um amor por todos os sete, de uma forma que não consigo deixar de torcer por eles, até mesmo pel@ Desejo.

A Morte, entretanto, é a que mais me faz pensar, que me fez ter uma nova visão sobre a vida e a morte, sobre a humanidade, sobre, bem, tudo.

Ela é uma personagem profunda, que tem várias nuances e faces, todas elas dispostas de tal forma que se complementam, que se fundem para criar uma personagem maravilhosa, que ama a vida e a sua família, que tenta ajudar as pessoas.

É também quem tem um trabalho difícil.

Ela nos encontra quando nascemos e está lá para nos receber quando morremos, sempre à disposição para conversar, para mostrar um sorriso gentil enquanto fazemos a travessia para a terra sem sol.

E para saber exatamente o preço de sua dádiva, ela escolheu viver um dia a cada cem anos, para nunca esquecer o quanto o seu trabalho é importante, o quanto cada vida vale.

Já li muitas estórias, muitos quadrinhos, mas nenhum trabalho se iguala ao mundo dos Perpétuos. Neil Gaiman construiu um universo derivado do nosso tão maravilhoso e real, tão fantástico… É realmente uma obra prima.

Sobre a edição definitiva, posso dizer que me impressionei com ela. Mesmo com várias histórias que eu já tinha lido, há algumas que eu nunca havia visto antes e que me deixou mais do que feliz com a surpresa.

Li Morte Edição Definitiva para o mês de setembro do Mini Desafio de Leitura, sempre fico impressionada quando leio o livro no mês correto… Hahahaha!

5/5 estrelas.

Advertisements

Alerta de Risco

alerta-de-risco

Sinopse: É com palavras assim que Neil Gaiman apresenta Alerta de risco, uma rica coletânea de histórias de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas, fábula e poesia que exploram o poder da imaginação.

Em “História de aventura”, Gaiman pondera sobre a morte e sobre como, ao morrer, as pessoas levam consigo suas histórias. No suspense “Caso de morte e mel”, ele nos presenteia com sua versão do mundo de Sherlock Holmes. Em “A Bela e a Adormecida”, duas conhecidas personagens de contos de fadas têm suas histórias entrelaçadas em uma releitura bastante original. “Hora nenhuma” é um conto muito especial sobre Doctor Who, escrita para o quinquagésimo aniversário da série de tevê, em 2013. E há também um conto escrito exclusivamente para esta coletânea: “Cão negro”, que revisita o mundo de Deuses americanos ao narrar um episódio que envolve Shadow Moon em um bar durante seu retorno aos Estados Unidos.

Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de risco é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

“A mente de Gaiman é um oceano obscuro e insondável, e sempre que mergulhamos nela, o mundo real desaparece, substituído por outro muito mais terrível e belo, no qual nos afogamos com alegria.”The New York Times

Alerta de Risco (Trigger Warning em inglês) é mais uma coletânea de contos do grande gênio Neil Gaiman. Sou apaixonada por ele e seus trabalhos desde que tropecei em Sandman, muitos anos atrás. A partir daí foi só ladeira abaixo.

Até hoje não encontrei trabalho dele que não tenha me tocado de uma forma ou de outra, que eu não tenha me apaixonado e amado. Então, sim, é difícil resenhar Gaiman.

Enfim… Vamos lá.

Já na introdução, Gaiman vai explicando porque escolheu o título e faz um resumo do que inspirou cada um dos contos e poesias no livro e eu quase chorei quando li sobre o casamento dele com a Amanda Palmer… ❤ o que achei muito interessante porque nos ajuda a ficar mais e mais preparados para o que vamos ler. Ele deixa claro, entretanto, que estas introduções aos contos podem (ou não) ser lidas em qualquer ordem, de acordo com o estilo do leitor.

Adorei cada conto, mas tiveram algumas poesias que não gostei tanto assim.

De qualquer forma, é um livro rápido, gostoso de ler. Dei 4/5 estrelas.