Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos- Guerra

Sinopse: César e seus macacos são forçados a um conflito mortal contra um exército de seres humanos liderados por um Coronel implacável. Depois que os macacos sofrem perdas inimagináveis, César luta contra seus instintos mais escuros e começa sua própria busca mítica para vingar sua espécie. À medida em que a jornada finalmente os coloca cara a cara, César e o Coronel se enfrentam em uma batalha épica que determinará o destino de suas espécies e o futuro do planeta.

Não sei o que aconteceu na minha cabeça. Jurei que tinha postado essa resenha, mas não, estava enganada.

Tudo bem, acontece.

Assisti a esse filme já tem um tempinho e preciso dizer que foi um filme que me agradou bastante.

Não me lembro exatamente dos primeiros filmes lançados não sou tão velha assim, mas acho que o reboot ficou bem interessante. Como eu já disse, adoro saber o que aconteceu, como as coisas chegam ao ponto que chegaram, então aprender sobre como César foi criado, como o vírus se espalhou, como os macacos tornaram-se inteligentes? Foi maravilhoso.

E sim, o James Franco ajudou bastante. ❤

De qualquer forma! Foco, Tifa, foco.

Nesse filme nos deparamos com um César já adulto, velho, ainda liderando a resistência dos macacos e procurando um lugar seguro para viver. E como os humanos não aceitam esse fato e estão preparados para entrar em guerra contra o bando de César.

Achei fantástico a forma como a ciência por trás do filme parece verídica. Me lembrou até mesmo um pouco de The Walking Dead, com esse papo de que todos os humanos sobreviventes são portadores do vírus que deu a inteligência aos macacos. E de como esse vírus sofreu mutações.

Foi bem interessante ver como toda a saga consegue se encerrar de forma a dar uma história que continua, mas que ao mesmo tempo não precisa ser contada. Todos sabemos como a história terminará.

Se eu chorei? Sim, chorei. Mas provavelmente não no momento em que as pessoas normais choraram. Sou dessas que sofre com a morte de personagens secundários e com poucos frames.

Não é exatamente um spoiler. É uma guerra. Pessoas – e macacos – morrem em guerras. Deal with it.

All in all, gostei bastante do filme, mas realmente acho que esse reboot deve se encerrar com esse filme. Já tem todos os ganchos para o que vai acontecer no futuro, não precisamos de nada explícito.

Ou eu não preciso… q

4/5 estrelas.

Valerian

Valerian.jpg

Sinopse: Século XXVIII. Valérian (Dane DeHaan) é um agente viajante do tempo e do espaço que luta ao lado da parceira Laureline (Cara Delevingne), por quem é apaixonado, em defesa da Terra e seus planetas aliados, continuamente atacados por bandidos intergaláticos. Quando chegam no planeta Alpha, eles precisarão acabar com uma operação comandada por grandes forças que deseja destruir os sonhos e as vidas dos dezessete milhões de habitantes do planeta.

Tentarei fazer uma resenha spoiler free, porque, afinal, o filme é um lançamento. Eu acho.

Comecei a assistir o filme achando simplesmente fantástico que ele fez o que eu esperava que ele fizesse. Ou melhor, que torcia para ele fazer. Ele explicou exatamente como foi que Alpha, a cidade de mil planetas, veio a existir.

Gente, eu AMO explicações de como as coisas começaram, de como as coisas funcionam. Eu amo explicações! O que é um tanto irônico já que eu amo deixar as minhas histórias em aberto… Então sim! Eu achei simplesmente fantástico explicarem como a “Cidade de mil planetas” veio a existir.

A fotografia desse filme foi fantástica e adorei ver as nuances de cada raça, de cada planeta que os agentes Valerian e Laureline visitaram.

Agora… Sobre os agentes… Honestamente achei a química entre eles inexistente e que os atores pareciam um pouco perdidos em relação aos seus personagens. Ou talvez seja o fato de que os dois atores escolhidos sofram de resting bitch face crônico. Eles ficam com cara de cu durante o filme todo. Geez!

Gostei bastante da Bubble – personagem da Rihanna – e achei que a atuação dela foi muito boa!

All in all, foi um filme divertido que vale a pena ser assistido em 3D mesmo eu não tendo conseguido assistir direito graças aos meus óculos…

3/5 estrelas.

E, sim, estou com 12 horas de atraso, mas tenho corrido bastante com a minha vida. Tenham paciência, ok? ❤

Assassin’s Creed

assassins-creed

Tendo estreado no Brasil no dia 12 de janeiro de 2017, considerei um grande presente de aniversário que a Ubisoft me deu.

Brincadeiras à parte, sou fã da franquia de Assassin’s Creed desde quando meu pai comprou o Assassin’s Creed 3 e os livros que contam a história do Ezio. Então, nada mais válido que arrastar meu pai para assistir a este filme. E ainda com o brinde de ser o Michael Fassbender o ator principal… ❤

Sinopse: Por meio de uma tecnologia revolucionária que destrava suas memórias genéticas, Callum Lynch (Michael Fassbender) experimenta as aventuras de seu ancestral, Aguilar, na Espanha do século XV. Callum descobre que é descendente de uma misteriosa sociedade secreta, os Assassinos, e acumula conhecimentos e habilidades incríveis para enfrentar a organização opressiva e poderosa dos Templários nos dias de hoje.

Achei genial a forma como eles fizeram a ANIMUS no filme, bem mais interessante que a cadeira estilo MATRIX que é usada no jogo. Achei a forma como eles mostraram as memórias do Callum, a forma como ele foi treinado pela máquina… Tudo bem parecido com o jogo mesmo.

Fiquei triste com a morte da personagem que eu gostei no primeiro instante do filme, então não esperava nada além disso. Eu e minha sina de gostar das personagens que morrem…

All in all, foi um bom filme, divertido, que se aproveitou muito bem do 3D para mostrar os saltos de fé de uma forma fantástica. Deu até vontade de jogar os jogos de novo! Coisa que meu pai está fazendo, btw.

4/5 estrelas.

Moana

moana

Sinopse: Moana Waialiki é uma corajosa jovem, filha do chefe de uma tribo na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores. Querendo descobrir mais sobre seu passado e ajudar a família, ela resolve partir em busca de seus ancestrais, habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é. Acompanhada pelo lendário semideus Maui, Moana começa sua jornada em mar aberto, onde enfrenta terríveis criaturas marinhas e descobre histórias do submundo.

Esse foi o primeiro filme que assisti nesse ano. E que filme!

Já imaginava que iria adorar, sabem como é, Disney e tudo o mais. Adoro praticamente tudo o que é da Disney.

Achei genial o fato de que a Moana não precisa de ninguém dizendo pra ela o que ela deve ou não fazer, ela é um espírito livre, que quer ajudar a sua ilha e cumprir o seu destino. Ela tem a coragem para lutar contra a realidade em que vive, buscando uma forma de encontrar o seu caminho.

E é um musical!! ❤

Ainda quero muito assistir o filme em inglês, porque o Maui é dublado por ninguém menos que Dwaine the Rock Jhonson! ❤

Foi um filme maravilhoso que ensina muitas coisas para a criançada e os adultos.

Mereceu suas 5/5 estrelas! ❤

Rogue One

Rogue one.jpeg

Sem sinopse porque eu só achei sinopse em inglês e fiquei com preguiça de traduzir. Sou dessas.

Oi, meu nome é Alessandra e eu tenho uma unpopular opinion em relação a esse filme e já estou preparada para receber pedradas.

Eu não gostei do filme.

A história é conhecida – Hello! Ele se passa entre o Episódio III e o Episódio IV, então é óbvio que ninguém sobrevive no final – então de certa forma não esperava que fosse algo tão diferente assim, mas não gostei da forma como ela foi narrada, não gostei da Jyn e achei desnecessário 60% das coisas que acontecem no filme.

Eu sei que o universo de Star Wars é uma coisa estúpida de tão grande, possivelmente um dos maiores – de tamanho de história – fandom que existem hoje em dia e eu respeito a história canônica – e expandida – dele.

Só que… eu enjoei de Star Wars. Essa é a mais pura verdade.

Amei ver o Darth Vader de novo, os novos troopers, a construção da Estrela da Morte – sou uma mocinha do Império e não da Aliança Rebelde -, só que a participação da Jyn, o capitão, o “Vader rebelde”, até mesmo a Aliança Rebelde caindo aos pedaços e capengando a cada passo, achei tudo tão forçado, tão bobo, tão mal representado.

Não foi um filme que me divertiu, não reacendeu meu amor pela franquia, não senti absolutamente nada em relação a ele e, o que é pior, realmente queria ter sentido.

2/5 estrelas.

Spectral

spectral

Sinopse: Quando uma força sobrenatural causa estragos numa cidade europeia devastada pela guerra, um engenheiro se une a uma equipe de elite para detê-la.

Spectral é um filme original da Netflix e não se deixem enganar, mesmo com um toque de suspense/terror, é um filme de ficção científica bastante interessante.

Em um futuro pós-apocalíptico, existe uma guerra na Europa tipo, like always e os soldados americanos começam a enxergar com seus óculos de amplo espectro formas humanoides que não deveriam existir. Quando essas formas começam a atacar os soldados é necessário descobrir de onde elas vieram e o que elas querem.

Há muitos atores fantásticos nesse filme, o que só torna o movimento de assistí-lo ainda mais interessante e fácil.

A teoria do filme é até bem simples e muito facilmente comprável, isto é, até o momento em que o doutor começa a falar sobre física quântica e em formas de criar “condensados”. Infelizmente não é leite condensado…

Me diverti muito assistindo esse filme, mas fiquei agoniada com as decisões que os personagens tomavam e com a morte de todos os personagens que eu gostei.

4/5 estrelas.

Desafio dos 365 filmes em 1 ano

Como não podia deixar de ser, eu e minhas ideias imbecis, me fizeram começar mais um desafio – porque, como diz minha mãe, eu tenho muito tempo livre. SQN.

O novo desafio, como o nome já diz, é assistir um filme por dia em um período de um ano. Como AMO assistir filmes, isso não é exatamente um desafio para mim, então, ainda coloquei uma cláusula a mais nas regras do desafio: tenho que assistir a maior quantidade de filmes novos – as in filmes que eu ainda não assisti – para cada um dos temas.

Sim! Cada dia há um tema diferente, e como contam-se os dias a partir dos temas e não a partir dos meses, comecei o desafio no dia 04/12 – aleatória a esse ponto – e descobri que o desafio não é tão simples quanto eu imaginava.

O problema não é assistir filme, porque amo fazer isso, o problema é fazer isso dia a dia. Vou viajar para SP e passarei 8 dias por lá, terei que dar um jeito de separar um tempo para os filmes –q como se eu tivesse muito tempo pra poder fazer isso.

Como já se passaram 12 dias do início do desafio, colocarei aqui os primeiros 35 temas já com os filmes que assisti e os que pretendo assistir, afinal, vai que mais alguém resolve fazer o desafio, não é mesmo?

DIA 1 – Um Filme Random – The Boy and The Beast
DIA 2- Um Filme que marcou sua Infância – Lilo e Stitch
DIA 3 – Um Filme indicado por umx amigx – Mononoke Hime (Natalle <3)

DIA 4 – Um Filme do gênero Ação – Lucy
DIA 5 – Um Filme do gênero Anime – Kiki’s Delivery System
DIA 6 – Um Filme do gênero Clássico – A Princesa Prometida
DIA 7 – Um Filme do gênero Comédia – What we do in the Shadows

DIA 8 – Um Filme do gênero Documentário – Senna
DIA 9 – Um Filme do gênero Drama – Ex Machina
DIA 10 – Um Filme do gênero Esporte e Boas formas – Froning
DIA 11 – Um Filme do gênero Estrangeiro – Expresso do Amanhã
DIA 12 – Um Filme do gênero Fé e Espiritualidade – Deus Não Está Morto
DIA13 – Um Filme do gênero Ficção Cientifica – Teenage Mutant Ninja Turtles
DIA 14 – Um Filme de produção Nacional – Hermanoteu na Terra de Godah
DIA 15 – Um Filme de produção Independente – A Primeira Vez
DIA 16 – Um Filme do gênero Infantil – Frankenweenie
DIA 17 – Um Filme do gênero GLBT – Hoje Eu Quero Voltar Sozinho
DIA 18 – Um Filme do gênero Musical – The Rocky Horror Picture Show
DIA 19 – Um Filme do gênero Policial – Ilha do Medo
DIA 20 – Um Filme do gênero Romance – Simplesmente Acontece
DIA 21 – Um Filme do gênero Suspense – Uma Noite de Crime
DIA 22 – Um Filme do gênero Terror – The Silenced
DIA 23 – Um Filme de Zombies – Zumbis e Robôs
DIA 24 – Um Filme que passava na Sessão da Tarde – O Estranho Mundo de Jack
DIA 25 – Primeiro Filme de uma Trilogia – O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel
DIA 26 – Segundo Filme de uma Trilogia – O Senhor dos Anéis: As Duas Torres
DIA 27 – Terceiro Filme de uma Trilogia (se tiver mais de três filmes na saga, o quarto filme deverá ser assistido no dia 28) – O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei
DIA 28 – Um Filme vencedor do Oscar 2016 – Os Oito Odiados
DIA 29 – Um Filme vencedor do Oscar 2015 – Birdman
DIA 30 – Um Filme vencedor do Oscar 2014 – O Grande Gatsby
DIA 31 – Um Filme vencedor do Oscar 2013 – O Lado Bom da Vida
DIA 32 – Um Filme vencedor do Oscar 2012 – A Dama de Ferro
DIA 33 – Um Filme vencedor do Oscar 2011 – O Discurso do Rei
DIA 34 – Um Filme vencedor do Oscar 2010 – Guerra ao Terror
DIA 35 – Um Filme Baseado em Historias em Quadrinhos – Quarteto fantástico

 Sei que alguns desses filmes parecem estranhos quanto a sua escolha, mas baseei todos os filmes em duas coisas: a primeira foi a ficha técnica dos filmes no Filmow (link do meu perfil) e a segunda foi a navegação pelo Netflix, então, basicamente é isso. E devo dizer que fiquei triste com a pouca quantidade de filmes vencedores de Oscar no Netflix – como minha internet não é lá das melhores, estou meio que presa aos filmes disponíveis no Netflix.

Dos filmes desse desafio creio que não farei resenha, afinal, são 365 filmes e já tem as resenhas que eu faço normalmente por aqui… Caso tenha algum filme da lista que desejem ver resenha, faço com prazer. :3

Caso alguém deseje participar do desafio, me marquem em suas postagens, será divertido ver a escolha de cada um.

Um beijo e até a próxima postagem!