Clube da Luta

IMG_20171226_005053_984

Sinopse: Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.
O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.
O livro foi filmado em 1999, Por David Fincher (Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que possui duas nomeações ao Oscar, que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.

A fofa da Cris que me indicou esse livro no Desafio de Leitura 2017, assim sendo, este foi o livro para o item 30. Um livro recomendado por alguém do desafioTecnicamente o único livro que eu realmente não poderia trocar da minha lista, mas a minha lista é bem fixa, então…

Demorei bastante para ler o livro, pelo simples motivo de ter amigos fantásticos. Já disse aqui antes que geralmente dou de presente livros que espero que meus amigos gostem e, preferencialmente, que me emprestem depois que tiverem lido. O Senpai tem uma visão um pouco diferenciada. Ele comprou para mim de presente de aniversário (faço aniversário em janeiro) e ainda não me entregou o livro porque ele não terminou de ler. Fantástico, não? 🙂 Eu nem estou irritada, really, ele é o melhor Senpai que eu poderia querer ter.

Então eu estou aqui, a 5 dias do final do desafio, lendo os livros que ainda faltam. Como superar o fato de ter o livro, mas ele não estar comigo? Simples! Kindle Unlimited. Sim! Eu assinei o Kindle Unlimited (que para quem não sabe, é tipo uma biblioteca. Você paga R$ 19,90 por mês e pode pegar 10 livros emprestados quantas vezes quiser/puder) e lá tinha o livro Clube da Luta disponível para empréstimo. ❤ Kindle foi meu melhor investimento em muito tempo…

Como já conhecia o filme, não tive grandes choques durante a leitura. Pelo contrário, estava sempre procurando as dicas, as nuances que mostravam quando Tyler aparecia. Tipo quando você assiste O Sexto Sentido pela primeira vez, mas quando reassiste presta atenção aos pequenos detalhes.

No geral, achei o livro muito interessante. A narrativa não é nem um pouco convencional, o que de vez em quando o torna mais confuso do que ele deveria ser. E, mesmo assim, a narrativa é gostosa de ser lida, de ser acompanhada. Quando percebi, já estava completamente absorvida, mal percebendo o tempo passar.

O interessante é que o livro e o filme se equiparam, nem melhor, nem pior. E uma das coisas que achei muito divertida (?) é que nesse livro não tem um aprofundamento tão grande em relação aos personagens. Há apenas alguns detalhes que não apareceram no filme.

Leitura absolutamente fantástica. Recomendo demais esse livro.

4/5 estrelas e favoritado. Agora é só esperar o Senpai terminar de ler meu livro. XD

Advertisements

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares

Shisuis que título longo! Anyways…

O Orfanato - 01.jpg

Sinopse: Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos Tudo está à espera para ser descoberto em “O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares”, um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. Estou ansioso para o próximo volume da série!” RICK RIORDAN, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos. “Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível.” JOHN GREEN, autor de A culpa é das estrelas. “Vocês têm certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito…” TIM BURTON

O que dizer sobre esse livro fantástico que eu conheço há tão pouco tempo, mas já considero bastante?

Ok, momento depoimento do orkut à parte, é necessário dizer algumas coisas sobre o livro.

Em primeiro lugar, somos apresentados a Jacob, um rapaz de 16 anos come on! Não leram a sinopse?! que divide sua vida em Antes e Depois de um fato muito aterrador que acontece com sua família. Ele discorre sobre seu avô, Abraham Portman, e nos dá a impressão de que ele é um senhor idoso e amável, mas começando a apresentar a sua derradeira doença senil: a demência.

Estresse pós-traumático é o mínimo que Jacob terá que lutar para sobreviver na sua nova vida Depois. Ele se encontra nos escombros d’O Orfanato onde seu avô foi criado no período da Segunda Guerra Mundial e acaba descobrindo a verdade sobre a “demência” do seu avô. Talvez ele fosse o mais são da família.

E, para evitar spoilers, again, vocês leram a sinopse, certo? não comentarei nada além disso.

Os personagens foram criados de uma forma que eles têm uma certa profundidade, uma sensação, um ritmo, uma narrativa maravilhosa que a cada página você tem mais e mais vontade de continuar lendo o livro.

Devo dizer que, por mais que o livro seja um Young Adult, ele não tem aquela característica romântica que costumo ver nesses livros. A aventura ali é clara e não tão nítida como um cristal (Q?), entretanto, senti um certo pânico corroendo meus ossos à medida em que ia me embrenhando cada vez mais com a história do livro. Considero que ele possa ser classificado como suspense.

Já mencionei que o livro tem fotos? As fotos do livro são daquelas antigas, talvez da época quando as câmeras fotográficas foram criadas/comercializadas. E devo dizer que reacendeu meu pânico sobre essas coisas. Muitos filmes/jogos de terror contribuíram para o meu pânico, obrigada. E é simplesmente fantástico como o senhor Ransom Riggs as utilizou para ilustrar e ajudar a desenvolver cada vez mais sua história. Obrigada pelos pesadelos, Tio Riggs. ❤

Para finalizar, falarei um pouco sobre a minha edição, a.k.a., sobre a Editora LeYa. (Vou tentar falar a cada resenha o que achei das edições/editoras e coisas a fins). Adorei a minha edição Paperback (e devo dizer que estou quase convencida a comprar a edição Hardcover, esse livro merece), achei que o livro foi muito bem produzido, com páginas ligeiramente mais escuras do que dos livros normais – o que colaborou para o clima tenso sou dessas que é influenciada pelos menores detalhes – e, no geral, o livro foi de muito boa qualidade. Não creio que eu tenha muitos livros desta editora, mas posso estar enganada, em vista de que eu não reparo muito nas editoras… (oops)

Mais um livro lido este ano que mereceu suas 5/5 estrelas. Simplesmente fantástico. Estou contando os minutos para comprar o segundo livro da série e me deleitar.

PS: Tio Rick e Tio Burton elogiando o livro. Tem como não amar? ❤