Filha de Deus

A Filha de Deus.jpeg

E mais drama. E mais escolhas da minha mãe.

Tudo porque ela tem um crush no Keanu Reeves.

Gente, lidar com crushes dos pais é uma coisa um tanto quanto tensa, viu… MAS tudo bem.

O filme me deixou um pouco irritada com o fato de que a narrativa não foi nem um pouco linear. Tendo dois narradores principais, o Scott (Keanu) e a Isabel (Ana), acabamos vendo a história por dois pontos de vista completamente diferentes, ele sendo um policial que investiga a morte do seu parceiro e ela uma mulher de origem hispânica que tem uma certa ligação com criminosos.

Isabel começa o filme vendo situações estranhas, como um homem albino flutuando na linha do metrô, ou uma mulher que parece uma alienígena em diversos momentos do filme. Então perde-se um pouco a linha temporal com esses fatos.

Tirando suas visões, Isabel é noiva de um soldado americano que se encontra no Iraque, talvez, mora com a família dele, trabalha em uma creche cuidando de crianças e é muito devota.

Do outro lado, Scott é um policial bom e direito, mas seu falecido parceiro era sujo. E, tinha uma história com o cunhado de Isabel.

O filme inteiro revolve no mistério de quem matou o parceiro de Scott e nas visões de Isabel. O final do filme foi simplesmente fantástico e um pouco surpreendente, mas do momento que o filme começa até chegar em seu clímax é maçante. Muito maçante.

1,5/5 estrelas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s