Mar de Monstros

IMG_20170608_170053_290

E dando continuidade à maratona Percy Jackson NÓS NÃO FALAMOS SOBRE A EXISTÊNCIA DOS FILMES, li O Mar de Monstros nesses últimos dias.

Encontramos Percy tendo um ano muito bom e tranquilo em mais uma escola, desta vez uma escola experimental que basicamente deixa o aluno fazer qualquer coisa que queira, e com um novo amigo! Tyson! ❤ AMORZINHO DA TIA TIFA!

Se controle, mulher.

Além de um novo amigo e uma nova escola – da qual obviamente será expulso em algum momento -, Percy começa a ter estranhos sonhos com Grover, seu melhor amigo. Lembrando que ao final do primeiro livro, Grover recebeu uma licença de buscador e a permissão para encontrar, se possível, o deus Pan.

Quando é forçado a abandonar sua escola, Percy, Annabeth – e aqui devo fazer uma pausa e dizer que não me lembrava que Percabeth era a thing tão cedo nos livros – e Tyson vão para o Acampamento Meio-Sangue, descobrem que as coisas estão péssimas por lá e acabam se metendo em mais confusões do que o esperado.

O livro tem uma narrativa fantástica, uma velocidade que não deixa a história ficar muito forçada ou muito parada, mesmo quando Percy rememora o que aconteceu no primeiro livro para que nos situemos. Como ele é o próprio narrador – narrativa em primeira pessoa – Percy costuma explicar os fatos da forma mais idiota possível, porque ele é um adorável idiota. E, convenhamos, meio burro.

DE QUALQUER FORMA!

Uma das coisas que eu mais gostei nesse livro é conhecer mais sobre quem ou o que é a Clarisse, a principal filha de Ares que temos contato. No primeiro livro ela foi mostrada como uma personagem insuportável que só queria fazer da vida de Percy um inferno.

E novamente vemos como a narrativa do Tio Rick é fantástica.

Percy tem 12 anos no primeiro livro e conta a história pelo seu ponto de vista, então é nítido que ele teria problemas com Clarisse, a garota é descrita como a bullying perfeita. Agora, com 13 anos, mesmo não tendo amadurecido tanto assim, Percy consegue entender o lado de Clarisse, o medo que ela tem do próprio pai, o medo de falhar. E ele a compreende, ele se coloca no lugar dela.

Character development for the win!

Relembrar Percy está fazendo meus dias mais felizes – e tranquilos.

4/5 estrelas! ❤

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s