O Refúgio

Mini 11 - A Mansão Hollow

E depois de dois livros seguidos que não estavam nos planos para o mês, resolvi deixar de vez de me programar para as leituras e simplesmente seguir o fluxo do que me envolve.

O livro da vez é do Mini Desafio de Leitura, agora para o mês de Novembro – Uma peça de teatro. E creio que devo deixar aqui uma explicação.

Há muitos e muitos anos, uma pequena Alessandra foi com sua família ao sebo Páginas Antigas e convenceu os pais a comprar a coleção completa dos livros da Agatha Christie. Os referidos livros – em capa dura e contando com duas histórias por livro – eram as adaptações das histórias para o teatro, mas quando pediu para comprarem a coleção, a pequena Alessandra não sabia disso e, assim sendo, acabou não gostando da forma como o livro estava escrito e não leu nenhum.

Sim, muito errado, concordo. Só que é uma história verídica e eu não faço ideia de quantos anos tinha na época e, provavelmente, fiquei confusa por não haver uma narrativa “comum”.

E adiantando para os dias atuais, resolvi que livro parado juntando traça não é legal e que Agatha Christie merece minha atenção Doctor Who may or may not have rekindled my curiosity about her… e assim resolvi colocar os livros dessa maravilhosa senhorita, verdadeira Rainha do Crime, nas listas dos desafios.

Assim comecei a leitura de Encontro com a Morte e agora encerrei o primeiro livro lido com a leitura de O Refúgio.

Devo dizer que achei muito difícil encontrar o livro tanto no Skoob quanto no Goodreads, pelo simples motivo de que há um novo título para essa história. Hoje em dia você encontra O Refúgio com o título de A Mansão Hollow.

Tirando esse primeiro percalço inicial, a história em si é ótima, deixando a resolução do caso bem complexa, tendo-se em vista que é uma família inteira envolvida com o crime. Muito parecido com a história de Encontro com a Morte se for pensar por esse lado.

Só que, ao contrário de Encontro com a Morte, achei mais instigante e confusa a história d’O Refúgio. Todos eram altamente suspeitos e tudo se torna ainda mais complexo quando uma das personagens não fala coisa com coisa.

De qualquer forma, foi maravilhoso acompanhar a forma como cada personagem trabalhou o luto e como cada um se mostrou suspeito até o fim.

Como é uma peça de teatro, senti falta de uma profundidade maior ou talvez de mais explicações frente a algumas atitudes de algumas personagens, mas nada que altere ou atrapalhe a narrativa.

Honestamente, estou me descobrindo apaixonada por Christie e realmente quero ler mais coisas dela. Provavelmente até renovar a coleção com os romances e não roteiros, minha alergia resolveu me dar um oi.

4/5 estrelas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s