Pokémon Picross

pokemon picross.jpg

E encerrando a tríade de jogos de Pokémon em sistema free to play no 3DS que eu tenho, venho falar sobre Pokémon Picross.

Este jogo baseia-se na captura dos pokémons após o término de cada imagem proposta na fase. É necessário descobrir a imagem seguindo as regras, os números dados para cada linha e coluna. Imaginem um sudoku, mas ao invés de colocar-se números, você “pinta” os quadrados nas linhas e colunas para formar a imagem.

Devo dizer se não perceberam pela PÉSSIMA descrição sobre seu funcionamento que foi a primeira vez que joguei algo nesse sentido. Descobri que, por ser um jogo de lógica, é bem interessante, rápido e, acreditem, frustrante.

Cada pokémon tem um poder que o ajuda a desvendar a imagem mais facilmente, seja parando o timer, preenchendo os quadrados ou dando dicas. É um jogo rápido, divertido e desafiador.

E, sim, eu o jogo diariamente.

Assim como Pokémon Shuffle e Pokémon Rumble WorldPokémon Picross possui seu dinheiro, as picrites. Com as picrites – que você ganha sempre que cumpre com os desafios de cada novo pokémon, consegue uma medalha ou termina o desafio diário – você pode abrir novas fases, aumentar a quantidade de “movimentos” que tem, e, também, consegue destrancar as mega-evoluções e o mundo alternativo.

As picrites também podem ser compradas com dinheiros de verdade. O que não entra muito bem na minha cabeça.

O desafio diário te dá, em média 9 picrites no início do jogo e, à medida em que vai chegando na trigésima – e última – fase, você consegue 12 picrites. Cada pokémon dá em média 5 picrites. Então, overall, é muito fácil conseguir picrites durante o jogo. Claro que o jogo torna-se lento, mas não conto isso como um ponto negativo. Honestamente, não quero que ele acabe… -q

É claro que cada nova aquisição é cara. Por exemplo, para abrir uma nova fase, inicialmente, gasta-se 60-90 picrites, enquanto que ao final do jogo gasta-se 230-270 picrites por uma nova fase. O mundo alternativo custa 300 picrites para ser destravado, a mega evolução – e eu realmente espero que seja só a aquisição do mega pencil e não por CADA mega evolução – custa 500 picrites. Como eu disse, torna o jogo lento, porém não impossível de ser terminado.

Outra feature do jogo é que, assim como o Pokémon Shuffle tem fases especiais que aparecem ao se conectar com a internet, em Pokémon Picross aparecem pokémons lendários de tempos em tempos. E quando eu digo de tempos em tempos, eu quero dizer de acordo com o horário mesmo. Tem pokémons que aparecem a cada 10 horas, 20 horas, 40 horas, e que ficam disponíveis por um período de tempo fixo para cada pokémon. Tem pokémon disponível por 1 hora – o que é o mais comum -, mas há outros que ficam disponíveis por 15, 30 minutos. Bate o desespero sempre que a professora avisa que um pokémon lendário foi avistado.

Enfim.

Pokémon Picross é, junto com Pokémon Rumble World, um jogo rápido e que eu jogo ao menos uma vez ao dia. Ao contrário deste, não há muito o que se fazer após conseguir todos os pokémons da fase a não ser aguardar 24 horas para jogar o desafio diário e conseguir mais picrites para abrir uma nova fase.

4/5 estrelas.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s