Alice Através do Espelho

Alice através do espelho 01.jpg

Alice Através do Espelho foi tudo o que eu esperava que fosse. Um filme lúdico, divertido, e visualmente bonito. Adorei a forma como colocaram a viagem temporal, e simplesmente AMAY o Tempo. Ele foi tudo o que eu esperava também mesmo que pelo trailer eu tivesse achado que ele seria bem mais cruel.

Uma das coisas que posso falar abertamente sobre o filme é que, assim como Alice no País das Maravilhas, o foco principal do filme é o Chapeleiro Maluco. Eu adoro o Chapeleiro e o Johnny Depp, então fiquei muito feliz de vê-lo novamente, assim como todos os outros personagens talvez não a Rainha Vermelha. Só que, claro, não é lá uma adaptação tão fidedigna do livro de mesmo nome.

Em vista que é uma continuação do filme do tio Burton, já esperava que o foco não fosse muito a Alice. Helena e Johnny atuaram bem, assim como a Anne. Ênfase para a atuação magnífica da Mia, não consigo imaginar outra atriz como Alice.

A história do filme por si só é simples, linear e clichê. O Chapeleiro está novamente em apuros e para salvá-lo, Alice precisa viajar no tempo. As regras de viagens no tempo também se aplicam ao universo fantasioso do país das Maravilhas. Uma pessoa não pode se ver no passado/futuro, existem situações que não podem ser mudadas, e assim sucessivamente.

Alice inicia sua jornada em busca do castelo do Tempo e lá consegue a CronoEsfera para viajar pelo oceano do tempo. E daí pra frente é só problema em cima de problema.

Achei interessante a forma como muitas coisas do universo de Alice foram explicadas neste filme, como por exemplo o motivo de sempre e nunca ser a hora do chá para o Chapeleiro, Lebre de Março e o Ratinho.

Agora, o momento em que eu quase chorei foi ao final do filme. Alan Rickman faleceu no início deste ano, mas participou do filme dublando o personagem Absolem (Lagarta/Borboleta azul). Ao final dos créditos havia um In Memoriam a ele, e toda aquela emoção de ter descoberto sua morte voltou como um tiro. Precisei de todo o auto-controle que eu tinha pra não me acabar em lágrimas. Sua voz foi marcante no trailer e seu personagem essencial para dar início à segunda viagem de Alice. Sempre marcante, tio Alan. Sempre.

4/5 estrelas.

Advertisements

2 thoughts on “Alice Através do Espelho

  1. Esse filme foi demais. Sou apaixonada por personificações e o Tempo foi uma excelente leitura do que é, de fato. A hora do chá e a viagem temporal foram meus momentos favoritos. =)
    Tô meio coração partido com o Depp, depois de toda essa história de bater na mulher. As atrizes que foram o ponto alto, pra mim. Concordo mil vezes contigo sobre a Mia ser maravilhosa como Alice. Ela é demais!
    Meus olhos encheram d’água com o In Memoriam e com a voz do Absolem. Foi demais mesmo.

    Liked by 1 person

    1. Personificações ❤ Muito amor…
      Pois é… Essa história do Depp quebrou o espelho (pun intended), não sei mais o que pensar sobre ele – e todos os outros atores -, parece que só me decepciono com a humanidade ultimamente… i.i

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s