A Hora das Bruxas I

É claro que eu ia participar da zoação na escolha do livro pro item 22. Um livro que descreve sua vida. E assim escolhi A Hora das Bruxas I de Anne Rice.

22. A Hora das Bruxas I

Só espero que isso não signifique que minha vida terá uma parte 2 pra acabar comigo. Esse ano já está tenso o suficiente!!

Sinopse: A Talamasca, um grupo com poderes extrassensoriais voltados para o bem, durante séculos pesquisou a vida da família Mayfair, uma dinastia de bruxas que começou no século XVII na Escócia, transplantou-se para o Haiti e de lá para a fantasmagórica Nova Orleans. É através dos seus volumosos arquivos que vamos descobrir essa saga de seres decadentes e mórbidos, convivendo pacificamente com o incesto e as tempestades e um espírito, meio divindade celta, meio demônio, chamado Lasher.
Anne Rice mais uma vez prova por que é mestra do gótico contemporâneo, dominando, ao mesmo tempo, as rédeas do drama, da inspirada sexualidade e do fantástico.

Honestamente esse livro tem um estilo de narrativa que me deixou muito confusa pela maior parte dele. -q

Basicamente somos apresentados à Deirdre Mayfair, uma bela mulher de longos cabelos castanhos, que se encontra em estado catatônico depois de uma série de tratamentos com eletrochoque. Sendo o livro a história das Bruxas Mayfair, supus erroneamente que o livro tratava da história de Deirdre. E preciso dizer que realmente quero saber mais sobre a guria? Damn it.

Acontece que o livro é narrado por terceiros e não pelos Mayfair. É como se fosse, na verdade, um grande arquivo sobre os Mayfair. O que não achei de todo ruim. De certa forma todos os personagens que narram têm a ver com a história, então vamos acompanhando um bom pedaço da história de Deirdre e suas tias, da grande casa onde elas vivem e de um certo cavalheiro que aparece acompanhando Deirdre em muitos momentos.

Ao final do primeiro livro, finalmente, somos apresentados às raízes da bruxaria da família Mayfair, então podemos dizer que é um retrato histórico da família. E eu amo saber de onde as pessoas conseguem seus poderes, suas backstories. Então, sim, adorei entender o que é o Talamasca e o que eles fazem. Foi lindo!

Nova Orleans é uma cidade linda e foi muito bem descrita durante toda a narrativa da dona Anne Rice. O que achei mais interessante é que não achei a narrativa tão cansativa ou enfadonha em certos pontos. Não sei dizer se a repetição que notei nos seus outros livros têm a ver com os vampiros ou se seria outra coisa. De qualquer forma, adorei a narrativa como um todo. Ela realmente se aprofunda nos tipos de poderes que os personagens têm.

A Editora Rocco tem sempre um lugar especial no meu coração, então sou muito suspeita para fazer uma boa crítica a eles. -q Acontece que não sei se essa nova edição que comprei dos livros da Anne Rice são econômicas, mas os livros não têm aquelas “orelhas” na capa, não sou um monstro que marca a página com orelhas. e essa edição é um tanto quanto frágil, se comparada com minhas outras edições dos livros da Anne Rice que tenho. Tirando um ou outro erro de digitação, é uma edição muito boa e uma editora fantástica. Adoro a Rocco!

Um livro que mereceu suas 4 de 5 estrelas. Agora vamos para a segunda parte e terminar essa história!

Advertisements

One thought on “A Hora das Bruxas I

  1. Como você sabe, ainda estou terminando de ler esse livro, haha. Ao menos está indo, com calma e paciência. Tive leve crises de ansiedade com ele, mas vou continuar a leitura. O jeito dela escrever é maravilhoso! ❤

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s