O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa

Depois de tanto procrastinar, resolvi que nada melhor do que assistir a um filme ao invés de ir estudar pra minha provinha de amanhã. (Sou dessas)

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa.jpg

O que posso falar de diferente desse filme em relação à resenha da crônica?

Bem… Posso dizer que Edmundo permanece sendo extremamente infantil e irritante, de tal forma que a vontade de soca-lo durante todo o filme foi constante. Mesmo quando ele tenta “resolver” um problema, quase ferra com a porra toda.

Susana é ainda mais insossa que no livro, servindo apenas para atirar uma flecha em um alvo e outra em um anão aleatório quando a guerra já havia acabado.

Pedro continua sendo soberbo, querendo mandar em todo mundo nos momentos errados e, quando é a hora certa de mandar, ele se caga todo.

E Lúcia… Ela continua sendo uma criança imbecil.

Outra coisa que me irritou de certa forma foi a pouca majestade de Aslam. Nos livros ele é descrito como um leão “de parar o trânsito”, por assim dizer. Ele, além de lindo, tem uma presença que faz todos os irmãos e outros personagens terem um relacionamento de amor e terror pelo animal. Então me decepcionei com o “gatinho” que eles colocaram no filme. Sei que é computação gráfica – ORLY? – mas exatamente por isso senti uma decepção tão grande. A computação gráfica poderia ter sido melhor feita.

Comparem:

Aslan.jpg

Aslam

Cecil 02.jpg

Cecil, the Lion (que, btw, foi morto a sangue frio por um dentista americano fdp no ano passado ¬¬)

Vêem como o Cecil impõe muito mais respeito que o Aslam?

But anyways… Sou só uma pessoa revoltada com adaptações de livros. Mesmo esse filme tendo sido uma das melhores adaptações de livro para cinema que eu já vi em toda a minha vida.

Coisas que eu não entendo nesse filme:

1 – Parabéns Edmundo, você é a única pessoa pronta para um combate corpo a corpo no alto de um paredão onde estão estacionadas as tropas com arco e flecha. Super útil sua presença.

2 – Como DIABOS pode-se ter Natal (CHRIST – mas) em uma terra onde Jesus não nasceu? Alguém mim explica!

3 – Não, Pedro, segurar a sua espada com os braços estendidos esperando que o inimigo pule em você não funciona na vida real. Só em Nárnia e só uma vez.

Em resumo: o filme faz jus ao livro, mas continua sem fazer o menor sentido – assim como o livro.

Não assisti aos outros filmes das Crônicas de Nárnia e, honestamente, não sei se continuarei a assistir. Geesus.

Cecil 01

Cecil, majestic as fuck

Advertisements

2 thoughts on “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa

  1. hahaha! Adoro ❤
    O Lewis estava numa onda muuuuuito católica quando escreveu Nárnia. Isso explica muita coisa.
    Não acho que criança seja tão bobinha quanto as que foram mostradas no livro/filme. Há momentos em que acho que diminuem a inteligência deles porque a "visão de adulto" direcionada a uma criança menospreza o que ela sabe (e bem, quem escreveu era um adulto, rç). O segundo filme é um tanto pior, não recomendo que veja.
    No fim das contas, é um quê de "moral da história" e "bons costumes". Tenho certa preguiça, apesar de entender o que ele queria passar com sua obra.

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s